Cachoeira dos Treze, você conhece?

cachoeira_dos_treze_-_petropolis_-_rj

Queda: 30 metros

Trilha: fácil, 5 a 10 minutos

Localização: Estrada Petrópolis – Teresópolis

Dá o play no vídeo e vem comigo! (se inscreve lá no canal pra ficar por dentro)

Com duas quedas, sendo a menor de 15 metros e a maior de 30 metros, esta linda cachoeira fica localizada no meio da estrada Petrópolis – Teresópolis, a 13 km de Itaipava.

Também conhecida como Cachoeira da Macumba já que é usada para fins religiosos onde muitos despachos são deixados por lá.

Caminhada

A trilha fica à direita da estrada para quem vem de Petrópolis e à esquerda para quem vem de Teresópolis. Tendo início à margem do rio que fica à direita. Siga em frente por 5 – 10 minutos e chegará às águas desta bela cachoeira (sempre tendo a direção do rio a sua direita).

Existe uma trilha que leva até o topo, mas a parte de cima é bem escorregadia e já foi palco de acidentes graves que levaram à morte, infelizmente.

Precisamos aprender a respeitar nossos limites e sempre lembrar que a natureza é bem maior que nós.CYMERA_20150810_182724

Como chegar

Saindo de Petrópolis: Siga pela BR-40 em direção à Itaipava. Ao passar pelo trevo de Itaipava pegue a estrada que leva à Teresópolis. Em frente à rodoviária zere o hodômetro. Siga por +- 13 km pela estrada. Fique atento ao passar por uma ponte, logo verá à direita uma contenção de pedras amarradas com arame. Tem uma entrada à direita e uma placa escrito Córrego Açuzinho onde tem uma entrada que dá para estacionar o carro e pronto, siga até a cachu.

Saindo de Teresópolis: Siga a avenida principal de Terê até o final onde deverá virar à esquerda sentido Cascata do Imbuí (tem placas). Essa estrada é a Petrópolis – Teresópolis, siga até passar em frente ao Hotel Alpina (é grande e tem umas palmeiras enormes estilo Jd. Botânico na frente), nesse momento zere o hodômetro e siga por +- 18 km. Terá uma placa escrito Córrego Açuzinho à esquerda onde tem uma entrada que dá para estacionar o carro e pronto, siga até a cachu.

Meu olhar

Partimos de Terê

Passamos do local e dirigimos mais que 18 quilômetros. Na estrada não tem indicação alguma de cachoeira. Mas como já tínhamos passado muito dos 18 decidimos pedir informação. É, tivemos que voltar e conseguimos chegar ao nosso destino.

Tem uma placa escrito Córrego Açuzinho dos dois lados da via (esqueci de tirar uma foto!)

O ambiente é “pesado”, realmente. O primeiro poço não é limpo como gostaríamos, haviam muitos despachos.

O segundo nome dado a essa cachoeira tem fundamento, Cachoeira da Macumba. Não critico quem faz isso, aprendi desde pequena a aceitar a religião dos outros e nunca criticar. Cada um com seu cada um. Pedi licença e segui meu caminho.

Mas nada está perdido, seguindo a trilha chega-se no segundo poço. E vou te falar uma coisa, é deslumbrante olhar pro alto e ver a queda dessa cachoeira.

Não havia mais ninguém no local além de mim e do meu namorado, então não quis arriscar ir até o topo, já que é escorregadio e comum de acidentes.

No dia em que fomos, a queda d’água não estava tão forte quanto havia visto em algumas fotos.
A água do poço não era muito clara e têm muitas pedras, o sol não estava firme e a água bem gelada.

DSC_1357-01

Aproveitamos bem, o lugar é lindo!

Ao sairmos, zeramos o hodômetro e até o Hotel Alpina fizemos 17,5 km.

Se você estiver por lá, Terê, Itaipava ou Petrópolis vale dar um pulinho até o local.

DSC_1361-01

Curtiu o post de hoje? Já foi lá? Então deixa um comentário contando pra gente ;D

Quer me acompanhar em tempo real?

Então me segue no Instagram @raquelsoule

Anúncios

NIKE NTC, treinos gratuitos no Rio.

NTC: Nike Training Club

nikeb4

Em fevereiro deste ano foi lançado no Rio o Nike Training Club que tem como objetivo a realização de treinos ao ar livre em algum ponto da cidade maravilhosa e, acredite se quiser, de forma gratuita.

Liderado pela Fê Queiroz e Manu Rangel, treinadoras oficiais da Nike e que juntas, além de promover o NTC, formam o Vem com Elas.

Os exercícios utilizam o peso do próprio corpo, nada de halter ou caneleira.

Gostou? Pois é, sem desculpas agora né?

Dá pra perder uns quilinhos com estilo e ainda sair bem na foto!

Como ocorre:

Para participar é necessário realizar sua inscrição no treino de seu interesse através do site da Nike

As inscrições abrem toda segunda a partir das 10 horas da manhã.

Bota o celular pra despertar as 9:59 de segunda e corre que tá ficando disputado e o número de vagas é limitado visando a qualidade dos treinos 😉

Se inscreveu e não vai poder ir? Cancele sua inscrição. Assim você não impede que outra pessoa interessada fique de fora.

As aulas de NTC ocorrem sempre as sextas de 7:14 até 8:00 AM em algum lugar da Cidade Maravilhosa.

A Nike disponibiliza água, barrinha de cereal e ainda te empresta o tênis Nike Zoom Fit Agility durante o treino.

Chegue com 30 minutos de antecedência para fazer o check-in com calma.
Caso não o faça 10 minutos antes da sessão começar, pode ter sua vaga cancelada e liberada para a lista de espera.

Tem sempre um fotógrafo tirando fotos das aulas.

Check-In
Check-In

Meu olhar:

Fiquei sabendo do programa através do blog da Monique e ela descobriu através do Limonadaetc

Me meti a pesquisar e quando vi que ainda tinha vaga para a próxima aula de NTC já convoquei as amigas!

Óbvio que elas falaram que eu estava doida, afinal acordar as 6 ou antes das 6 em uma sexta é uma missão para quem está de “férias”.

As convenci e lá fomos nós! Dessa vez a aula foi no Parque Madureira (nunca tinha ido e tá aprovado!) e foi comandada pela fofa da Manu.

Chegamos com antecedência e fizemos nosso check –in: as meninas do STAFF pedem seu nome e conferem no app se você tá inscrito. Colocam uma pulseirinha em você e pronto só esperar a aula começar. Eles disponibilizam também guarda volume.

20951410275_3f61a08c9a_o_Snapseed

A aula começou e a Manu estava bem animada, nada de ficar parado hein pessoal! Ela lembrou que não é legal levar crianças, eles indicam participar dos treinos a partir dos 16 anos e que um café da manhã reforçado faz a diferença.

Partiu! Aquecimento e depois treino. Ninguém parado! A galera do STAFF sempre dando apoio e motivação.

Corre, pula, agacha, estica, abdominal, prancha, morre não, continua..

E não é que elas gostaram? Fizeram abdominal felizes da vida!
E não é que elas gostaram? Fizeram abdominal felizes da vida!

Achei bem legal e interessante, mas é importante lembrar que não tem um acompanhamento específico para cada pessoa. O pessoal do STAFF auxilia e corrige quando algum aluno faz um movimento errado. Como é aberto para o público em geral é importante que as pessoas saibam respeitar seus limites e se esforçar para fazer os exercícios certinhos para que não lesione a coluna ou a cervical, por ex, devido um exercício realizado erroneamente.

Uma aluna passou mal, devia ter por volta de uns 40 anos, mas logo o pessoal do STAFF socorreu.

Durante o treino a equipe distribuiu água mineral e uma barrinha de cereal pós treino.

Seria legal se a barrinha fosse Light, menos pior pra quem quer perder uns quilinhos né.

A Manu é muito simpática, após o alongamento final ela agradeceu e deu incentivo para galera.

Vale a pena dar uma conferida, as aulas rolam em vários lugares: Aterro, Barra, Botafogo, Ipanema, etc.

Já teve treino até no Cristo, olha só que irado:

Além das aulas de NTC, tem também treinos de corridas (para calouros e veteranos), porém quem lidera são outros treinadores. Confere lá no site pra saber mais!

Galera no final do treino.

Se você curtiu e ainda não conseguiu se inscrever em um treino pode baixar o app “Nike+ Training Club”. Esse app funciona como seu personal trainer virtual.

Não tem hora nem lugar, basta se conectar e treinar! Nada de perder o foco.

“Escolha dentre 100 treinos criados pelas melhores treinadoras da Nike, receba incentivo da sua equipe e treine melhor com outras pessoas.”

E ta aí a prova de que também corri e suei! rs
E ta aí a prova de que também corri e suei! rs

Depois do treino fui direto pra academia, foco na barriga negativa pro verão! rs

Curtiu? Já participou de algum treino? Conta pra  gente como foi!

Quer saber mais de mim em tempo real?

Então me segue no Instagram: @raquelsoule

Trilha Pedra do Telégrafo. Vem beirar o “precipício” sem medo!

DSC_1013_1

Aquela famosa trilha que te leva à uma pedra que parece beirar um precipício rendendo ótimos cliques 😀

Curiosidades

Batizado pelos moradores da região, o nome se deve ao fato de ter sido habitado por uma estação militar de comunicação na segunda guerra mundial. Mas, na verdade, a pedra do telégrafo é a que possui a bandeira do Brasil. E a famosa pedra que dá sensação de precipício é a pedra do cavalo.

A trilha
Altitude: 354 metros
Nível: fácil – moderado
De 30 – 40 minutos de subida (sem descanso)
Existe mais de um caminho para começar a trilha e em todos eles é preciso enfrentar grandes ladeiras. A trilha tradicional começa na Praia Grande, de onde se pega o Caminho dos Pescadores. Outra opção é subir perto da antiga ponte que leva à Restinga da Marambaia, de uso exclusivo do Exército. Apesar de íngreme em alguns momentos, não há obstáculos ou riscos na trilha.
pedra-do-telc3a9grafo1

Como chegar

De carro é bem fácil, tendo como referência a praia da Barra ou Recreio, siga em direção à Prainha, suba até Grumari e siga sempre em frente sentido Guaratiba. Depois que passar pelo CaEx (estação militar da Reserva da Marambaia) você estará chegando ao seu destino. A partir daí é só pedir informação e subir à direita em uma das ruas que dá acesso ao alto. Existem estacionamentos e a seguir segue a trilha a pé.
Já ouvi falar sobre moto-taxis que levam até 1/3 da trilha e cobram 7 reais.
Transporte público: Pegue o BRT expresso Pingo d’água no terminal Alvorada e desça na estação Ilha de Guaratiba.  Chegando lá, atravesse o trevo e pegue o ônibus da linha 867 até Barra de Guaratiba. Desça no ponto depois do quartel do exército.
OBS: É sempre bom usar Waze ou GPS, eles irão indicar o caminho correto até Guaratiba, porém para subir até o mais perto da trilha é bom pedir informação aos moradores.
pedra-do-telegrafo
Meus olhos
Não achei a trilha tão fácil assim, na verdade, pra subir foi bem tranquilo. Começamos a trilha às 8:00 da manhã de uma segunda feira. Chegamos na pedra por volta de 8:30.
Gosto muito de trilhas, paisagens e, sinceramente, não achei essa uma das trilhas mais legais nem com a paisagem mais bonita. Porém, rende fotos bem legais.
Como fui segunda feira não tinha quase ninguém, não precisamos esperar em fila pra tirar foto e ficamos lá sozinhas, já que ao chegarmos tinham dois grupos indo embora.
Pra descer foi mais complicado, saímos de lá 9:35, ao iniciarmos a trilha de volta encontramos moradores com cachorros, um Pit Bull, um Rottweiler e um de porte pequeno estilo Pinscher/Fox paulistinha. Uma de minhas amigas morre de medo de cachorro e se assustou, ainda mais que o Pit Bull estava sem focinheira. Os caras não gostaram muito da nossa reação e decidiram descer antes de nós, ficamos esperando por uns 20 minutos.
Começamos a descer e foi mais difícil que subir, por duas vezes tivemos que parar por causa dos cachorros. Em fim, passamos deles, porém nos perdemos.  A trilha não é bem demarcada e passamos direto de uma entrada à esquerda.
Devido à isso, descemos muito além do que devíamos, já que uma de minhas amigas jurava estar no caminho certo, até que conseguimos convence-la de que estávamos no caminho errado.
Por fim, voltamos até a entrada certa e chegamos ao carro 11:20, ou seja, perdemos muito tempo na descida, além de termos nos cansado bem mais que na subida.
DSC_1062_1
Dica amiga
Use roupas confortáveis e tênis apropriado
Não esqueça de levar água e um lanchinho leve
Repelente e protetor são indispensáveis
Óculos de sol também é bem vindo
Estenda o passeio, Guaratiba tem outros lugares também, dá pra curtir um SUP e almoçar em algum restaurante da região.

 IMG-20150724-WA0028

Já foi lá? Então deixa um comentário contando como foi ;D
Gostou desse post? Quer me acompanhar em tempo real?
Então me segue no Instagram: @raquelsoule

Praia do Laboratório – Angra dos Reis / RJ. Vem conhecer!

praia-do-laboratorio (1)

Alí, do ladinho da Praia Secreta tem a Praia do Laboratório

Com visual de arrasar, essa praia conta com água tranquila, quentinha, clarinha e sem ondas.

Ótima praia para levar crianças.

Não tem restaurantes, nem mesmo “ambulantes”, leve seu lanchinho mas lembre-se de trazer de volta o seu lixo, hein.

praia-do-laboratorio

Curiosidades

A água quente se deve ao resfriamento das águas dos reatores de Angra I e II

Esse nome se deve ao fato de um antigo laboratório que funcionava no local, vinculado à Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto.

Dizem que também é chamada de Praia Secreta, mas na verdade, a Praia Secreta é outra praia bem pertinho da Praia do Laboratório (veja o post anterior)

DSC_1482

Como chegar

Siga pela Av: Brasil sentido Zona Oeste até pegar a Rodovia Rio – Santos.
Nesse percurso sempre terá placas indicando Itaguaí, Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty, Santos.
É praticamente uma reta, então basta seguir em frente até chegar nas Usinas de Angra. É em frente as usinas que se têm um retorno, pegando este retorno, vai seguir no sentido Rio de Janeiro por volta de uns 5 minutos e logo terá uma entrada à direita (não tem indicação de praia).

Ao entrar à direita, siga em frente para um portão com placa da Eletrobrás, seguindo por ele se chega à Praia do Laboratório onde é possível estacionar bem próximo à entradinha da praia

PS: O waze funciona!

Como cheguei

Seguimos até as usinas e pedimos informação aos guardinhas que nos informaram o retorno e entrada à direita.

Fizemos 3 horas de viagem do Rio até lá, foram cerca de 160 km.

DSC_1457

Ah! Se você tiver máscara e snorkel não esquece de levar, tem peixinhos e tartarugas.
Dá uma olhada no vídeo da Praia Secreta, alí do lado, onde nadamos com tartarugas:

Gostou? Se inscreve no canal!
E para me acompanhar em tempo real é só seguir no Instagram: @raquelsoule

Ah! Se já tiver passado por lá deixa um comentário contando pra gente como foi ;D

Praia Secreta – Angra dos Reis

Vamos juntos descobrir esse paraíso?

foto 227_580x435

Dá o play no vídeo e se inscreve no canal 😉

Se você nunca foi à essa praia, não sabe o que está perdendo!
Secreta realmente é seu nome.
Localizada em Angra dos Reis, pouco antes das Usinas Nucleares.

DCIM105GOPRO

A extensão da praia é pequena e tem muitas pedras na areia, pedras bem grandes como vocês podem ver no vídeo.
Essas pedras não permitem que se tenha uma ampla visualização do mar quando se está na areia. Como dá para subir em algumas das pedras, dá para ficar de cima apreciando a paisagem, que vou te falar.. é de se apaixonar!

A água é quentinha, sem muitas ondas.
E o melhor: é clara o suficiente para enxergar seu pé
O mais gratificante foi ver três tartarugas nadando pertinho de mim. (Sou apaixonada por tartarugas, rs)
Não tem ondas de surfista, mas quando a maré enche e a água bate nas pedras formam ondas capazes de levar seus pertences em cima de pedras baixas.

DCIM105GOPRO

DSC_1485

Na praia tem um barzinho simples que vende porções de fritas, calabresa e peixe, além de refeição.
Como não tem “ambulantes” vale levar uns biscoitinhos, água etc. Mas lembrando de trazer seu lixo de volta hein!

Como chegar

Siga pela Av: Brasil sentido Zona Oeste até pegar a Rodovia Rio – Santos.
Nesse percurso sempre terá placas indicando Itaguaí, Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty, Santos.
É praticamente uma reta, então basta seguir em frente até chegar nas Usinas de Angra. É em frente as usinas que se têm um retorno, pegando este retorno, vai seguir no sentido Rio de Janeiro por volta de uns 5 minutos e logo terá uma entrada à direita (não tem indicação de praia).

Ao entrar à direita, siga em frente. Aí terá dois caminhos:
Em frente: Tem um portão com placa da Eletrobrás, seguindo por ele se chega à Praia do Laboratório (falarei dela no próximo post)
À esquerda: Siga até ver uma placa “Praia Secreta ->”
Aí pronto, desce uma ladeira (a pé para não ferrar o carro) até ter uma ponte improvisada, desce uma escada de pedras e pronto: chagastes no paraíso!

PS: O waze funciona!

Como cheguei

Seguimos até as usinas e pedimos informação aos guardinhas que nos informaram o retorno e entrada à direita.
Na verdade, estávamos indo para a Praia do Laboratório e sem querer descobrimos a Praia Secreta.
Paramos o carro bem perto da ponte improvisada, o que não é legal, tem muitas pedras e pra sair é complicado se o carro é baixo.
Fizemos 3 horas de viagem do Rio até lá, foram cerca de 160 km.

DCIM105GOPRO

Se você tiver óculos + snorkel de mergulho não esquece de levar, tem peixinhos e tartarugas *-*

IMG-20150817-WA0002-01
Curtiu?
Quer saber mais e me acompanhar em tempo real?
Me segue no Instagram: @raquelsoule

Trilha na Lagoa – Mirante do Sacopã. Vamos?

1439006200934

Nível: baixo, 134 metros

Duração: 20 minutos

Dá o play e vem comigo:

Ah! Se inscreve lá no canal 😉

Em frente à Lagoa Rodrigo de Freitas existe o Parque da Catacumba que fica à encosta do Morro dos Cabritos. O parque conta com diferentes atividades ao ar livre, dentre essas se tem a trilha para o Mirante do Sacopã.

A trilha leva a um dos pontos mais altos do morro, permitindo uma vista única e diferente do comum da Lagoa e adjacências.
Vale à pena ir a qualquer hora do dia, mas contemplar o por do sol lá de cima é algo arrebatador.

blog4 blog5

DSC_1319

Curiosidades (fonte: e-trilhas):

Caminho da Saudade

A trilha que leva ao Pico do Sacopã é parte de um caminho que ligava a Lagoa Rodrigo de Freitas, antigamente conhecida como Lagoa de Sacopenapã, a Copacabana e Ipanema. O caminho, que tem os primeiros registros datando de 1753, circundava a lagoa e subia até o Alto das Catacumbas, para descer em uma pequena baía não mais existente, entre os morros dos Cabritos e Cantagalo. A partir dali, se dividia em duas trilhas: o Caminho do Cantagalo para Copacabana e a trilha dos Caniços para Ipanema.

As Catacumbas

Relatos antigos falam em um cemitério indígena nas encostas da Sacopã, é possível que fossem resquicios de um Sambaqui, estruturas construídas por caçadores coletores pré-históricos existentes em boa parte do litoral brasileiro. Nunca foram encontrados vestígios, mas ainda assim o Parque Marcos Tamoyo ainda é mais conhecido como Parque da Catacumba.

Aterros sucessivos

A Lagoa Rodrigo de Freitas já chegou a ter quase o dobro de seu tamanho atual. Além de reduzir o perímetro da lagoa, os aterros serviram para criar as ilhas artificiais onde atualmente estão os clubes Piraquê e Caiçaras e cobrir o brejo onde foi construído o Jóquei Clube. 

 Meu olhar

Trilha bem tranquila com fácil acesso.

O mirante é um espaço pequeno, portanto, em dias cheios deve ficar complicada a disputa por clicks legais.

O caminho até o topo é basicamente de subida com algumas partes bem ingrimes, porém nada que impeça chegar até o fim. A parte mais complicadinha é uma escada feita de pedras, logo, não é plana.

Não encontramos animais, apenas algumas borboletas.

Começamos a subir por volta das 17 horas, o que já está errado, visto que o parque fecha as 17. Porém, não encontramos os seguranças do parque lá para no auxiliar e como o portão estava aberto fomos mesmo assim, ainda estava claro.
Em mais ou menos 20 minutos chegamos ao topo, fizemos alguns clicks e descemos logo em seguida, pois já começava à escurecer.
Ao chegarmos nos portões, estes se encontravam trancados.

E agora?

Procura daqui e dali e já estávamos pensando em pular o portão quando encontramos a guardete, Dona Leda (eu acho).  Óbvio que ela nos deu uma chamada, porém a culpa não é exclusivamente nossa já que o portão se encontrava aberto e não havia ninguém ali para nos dar informação.

Ao sairmos, aí sim, avistamos a seguinte placa em um portão que não é o principal:

DSC_1334

Por ter nível baixo pode ser realizada com crianças.
O por do sol é realmente privilegiado, permitindo experimentar de um momento único.

Valeu super a pena tomar uma chamada, mas fica a dica para vocês não passarem pela mesma situação!

blog3 blog2

Curtiu?
Quer me acompanhar em tempo real?

Então me segue lá no Instagram  @raquelsoule

caRIOquinha – Descontos para passear no Rio!

RIO PORQUE ESTOU NO RIO! 😀

End of the Afternoon Mirante Dona Marta

montagem-foto-rio

O projeto Carioquinha está de volta!

E para quem não sabe, este projeto visa a divulgação da cidade do Rio de Janeiro por meio do próprio carioca que através dos descontos pode conhecer ainda mais a cidade em que reside gastando menos.

Assim, os cariocas da gema podem se orgulhar ainda mais da cidade onde vivem.

A final, o Rio de Janeiro continua lindo!

Até o fim do mês, basta comprovar que é nascido ou reside no Grande Rio para ganhar descontos em mais de 200 atrações turísticas da Cidade Maravilhosa, dentre elas há desconto para um fim de semana no Copacabana Palace, chic não? Além de descontos em vôo livre, museus, centros culturais, restaurantes, city tour, pousadas e hotéis, Cervejaria Bohemia, Planetário, passeio de bondinho no Pão de Açúcar e no trem do Corcovado etc.

Não ta satisfeito? Quer mais?

Então acompanha o projeto nos links abaixo:

Sobre o projeto     Agenda       Atrações

Lembrando que os descontos são válidos só para o mês de agosto! Corre!

Curtiu a dica de hoje?

Quer saber mais de mim e me acompanhar em tempo real?

Então me segue no Instagram: @raquelsoule ;D

E se inscreve no meu canal no Youtube