BARCELONA

E o que seria de Barcelona sem Gaudí?

Barcelona e arquitetura é como corpo e alma. Cada cantinho tem uma história e maioria delas leva o nome de Gaudí.

parque-guell-barcelona
Park Guell

Por onde começar?

Eu recomendo bookar free walking tour para duas manhãs. Numa manhã o tour que leva pelo lado “novo”da cidade, contando a historia de Gaudí e na outra manhã o tour pelo bairro gótico. Os free walking tours são ótimos, pois além de conhecer a cidade, voce conhece a historia. Viajar não é só tirar fotinho pro instagram, né queridos?

Eu fiz com a seguinte empresa: http://freewalkingtoursbarcelona.com/en/ (claro que voce encontra outras no Google e pode ver a que melhor se encaixa com seu tempo de estadia e vontade).

 

Os ingessos para as principais atrações de Barcelona não são tão baratos, mas, na minha opinião, também não são absurdos, se voce gosta de arte e de um mundo lúdico, vai valer a pena.

Alem disso, é importante comprar os ingressos antes, as filas são sempre grandes e pode correr o risco de na hora estar esgotado. Procure sempre comprar pelo site oficial.

IMG_2004.jpg

 

 

Sagrada Família

Casa Batló

Pedrera (Casa Milla)

Park Guell

 

Dica para chegar ao Park Guell, procure a Avenida del Santuari de Sant Josep de la Muntanya,  essa rua tem escadas rolantes,  facilitará muito sua chegada ao parque, ainda mais para pessoas com mais idade.

Eu recomendo muito a ida ao Park Guell, eu amei, é lindo, conectado com a natureza e arquitetura surpreende (Gaudí sempre né?). E das atrações citadas acima é o que tem preço mais acessível (7 eur/2016). A Sagrada Família é de arrebatar o coracao e só de ver por fora já vale a pena, mas se você entrar, vai ver que é tão lindo quanto, muitos detalhes.

 

Essas são as “principais atrações” pagáveis de Barcelona. Além disso, você não pode deixar de caminhar pelas Ramblas. E claro, conhecer o campo do Barcelona e ter a experiência camp nou também é uma boa opção pra incluir no roteiro.

Como passeios alternativos para conhecer além do óbvio, voce ainda pode ir ao Bunkers del Carmel (um dos mirantes da cidade), Laberinto de Horta  (jardim em labirinto onde foi gravado o filme O Perfume) e Montjuic (uma “cidade na montanha”)

Snapseed.jpg

Outra dia boa é que do lado da Casa Batló tem a Casa Amatller e dentro tem um café muito gracinha e uma lojinha que vende chocolate artesanal.

 

img_2329

 

Para chegar em Montjuic você pode ir caminhando desde a estação de metrô Plaza España e subir pelas escadarias do Museu Nacional de Arte da Catalunya ou pode ir de funicular desde a estação de metrô Para.lel e, em seguida, subir andando ou de teleférico (uma outra forma de conhecer Barcelona do alto).

Em Montjuic, ainda pode-se conhecer o museu citado acima, o castelo de Montjuic, as famosas piscinas das Olimpiadas de 1992, Jardim botânico, Fundacao Joan Miró e experiencia camp nou no estádio de Montjuic.

IMG_2242.jpg
Plaza España, acesso a Montjuic

 

IMG_2312.jpg
Camp Nou
IMG_2200.jpg
Bunkers

 

Além desses pontos, ainda tem o Arco do Triunfo, a Igreja de Santa Maria do Mar, a Igreja Santa Maria del Pi, Museu casa de Gaudí, Palácio da Música Catalã e alguns outros pontos.

 

Como se locomover em Barcelona? Metrô e quando possível a pé. A melhor opção de bilhetes do metrô é o T10 (10 viagens por 9,95 euros).

 

Esse post é mais “apresentativo” e para compartilhar com vocês minhas andanças. Tem um site chamado PassaporteBCN que tem muitas informações e dicas boas sobre Barcelona, indico muito! Mas, o que precisarem e eu puder ajudar estou a disposição, só entrar em contato 😉

 

Quer me acompanhar em tempo real?

Segue @raquelsoule

CROÁCIA – Roteiro Zadar, Split, Hvar, Dubrovnik

img_0130

Ahhhhhh, a Croácia…  Quando me perguntam os lugares que já fui e eu respondo dentre eles Croácia, algumas pessoas rebatem com espanto: “Croácia? Mas o que tem pra ver la?”

Rapaaaaaaaaz, a vida é muito mais que esse mundinho encantado e clichê que você vive!

A Croácia é linda e cheia de paisagens FODAS! E eu? Eu sou amante da praia e paisagens paradisíacas né..

Então vem que eu vou te contar um pouquinho o que tem pra ver nessa tal Croácia..

 

ZADAR

Minha primeira parada na Croácia. Dizem que o ápice de Zadar é o por do sol. Dá uma olhadinha na foto:

IMG_0024.jpg

Acho que é verdade hein? Ainda mais quando voce vai ver o por do sol no Sun Salutation/Sea Organ.

Achou que essa foto era numa balada? Errou! Rs

O Sun Salutation e o Sea Organ utilizam o poder da natureza para criar esse ambiente irado. Durante o dia as placas captam a energia solar para que de noite tenham as luzes coloridas e o movimento das ondas sobre os tubos presentes nos degraus de mármore formam um som.

Fora isso, tem o centro histórico, composto por vielas e com forte presença romana na arquitetura. A cidade é facilmente conhecida a pé e conta com vários restaurantes ao logo do caminho, alem de restaurantes de frente pro mar com uma vista incrível.

 

SPLIT

Declarada pela UNESCO patrimônio da humanidade. Conta com ruas medievais, restos romanos e palácios, além, é claro, de praias maravilhosas!

IMG_0037.jpg

Você pode visitar museus, palácios, igrejas e caminhar pelas vielas de Split, mas eu fui no verão e claro, eu fui curtir praia né!

A cidade estava cheia e o Passeio Marítimo repleto de restaurantes com vista pro porto.

 

HVAR

E agora, uma ilha. Posso dizer que a primeira vez que acampei (e única, por enquanto) foi na Croácia. Quando meus amigos me disseram que tinham bookado um camping eu quase surtei. Verao, calor, barraca, mosquito, sem wifi, o queeee? Foi uma das experiências mais legais da minha vida! Valeu muito a pena. Obvio que não era uma barraca no meio do mato né.

O camping tinha uma estrutura ampla, disponibilizavam cabos de energia, além de ter, mercadinho e restaurante dentro, e para tornar sensacional, uma praia! Sim! Uma praia dentro do camping. E imagina como foi a noite? Só não foi o céu mais estrelado que eu já vi porque eu tive a oportunidade de passar uma noite no deserto e ver um céu mais estrelado ainda (mas, isso eu conto depois).

Voltando a Hvar, é uma ilha e de lá fomos para varias outras ilhas. Estávamos em um numero bom e assim fechamos um barco e conhecemos as ilhas: Mlini, Jerolim, Carpe Diem e outras com nome difícil que eu não sei escrever, rs.

E uma das baladas mais famosas da Croácia rola na Carpe Diem. Minha opinião sobre baladas na Europa não é das melhores, mas o ir para uma balada que rola numa ilha e você tem que pegar um barquinho e passar a noite numa ilha com uma estrutura irada, aí são outros 500 ne?

 

DUBROVNIK

Old Town. Minha ultima parada na Croácia.

Tive a sorte (apesar de subir uma ladeira da p*rr com mala) de ficar num Airbnb cuja vista da cidade era INCRIVEL. Que céu, que mar e tudo isso, ali, na varanda de casa..

Dubrovnik também tem praia, mas aqui a graça é conhecer a cidadezinha histórica e um dos cenários de Game of Thrones (na época eu não assistia a serie, mas tive que tietar né?)

 

Além dessas cidades que eu conheci, a Croácia tem também dois parques naturais surpreendentes de tão lindos. Não tive tempo de ir, mas quero muito conhecer, então já fica a dica:

Parque Nacional de Krka (Krka national park)

DSC_0276.jpg

Parque Nacional dos Lagos de Plitvice (Plitvice lakes national park)

2e47029360617d3e5755032e1957815a.jpg

 

Não consigo descrever essa viagem sem as palavras: incrível, maravilhosa, surpreendente..

Agora da pra entender um porquinho o porquê né?

A maioria das fotos aqui, maravilhosas por sinal, são do meu amigo @RodrigoDias

 

E pra quem quiser me acompanhar em tempo real, segue: @raquelsoule

(porque está realmente dificil escrever aqui em um tempo quase real)

 

Se você já passou por lá, conta como foi nos comentários!

Quem quiser mais informações, só entrar em contato.

 

 

 

 

Isla de Mallorca – paraíso espanhol

Aaaaah o que falar de Mallorca?

Simplesmente INCRÍVEL! Eu fiquei apaixonada e não vejo a hora de voltar para esse paraíso, sim, um paraíso.

Sabem aquelas fotos do Google que a gente não acredita que é real de tamanha perfeição? Aquelas fotos de um lugar paradisíaco para usar como plano de fundo no desktop? Acredite, as de Mallorca são reais!

O mar é cristalino, um azul incomparável!

“ Maiorca (em catalão castelhano Mallorca) é a maior ilha do arquipélago das Ilhas Baleares localizado a leste da Espanha e sua maior cidade e capital é Palma de Maiorca.”

Desembarquei no aeroporto de Palma de Mallorca a noite, o aeroporto é maior do que eu esperava. Ao sair comprei um ticket para ônibus que me levaria ao centro de Palma, custou 5 euros.

Havíamos feito reserva em um hostel no centro de Palma. É uma boa localização, a final é o centro, tem tudo, mercado, lojas e é onde está situada a deslumbrante catedral de Mallorca.

Ficamos no Central Palma Youth Hostel. O hostel não foi o pior que já fiquei, mas também não foi o melhor. Infelizmente tivemos problemas com a administração, fizemos reserva em quarto de 4 camas feminino (éramos 4 meninas) ao chegar la nem se quer existia quarto de 4. Apenas quartos mistos de 10 camas ou quarto feminino de 6 camas, sendo que só havia 2 camas livres nesse quarto de 6. Poucos banheiros para a quantidade de quartos e não tiravam o lixo e recolocavam papel com a freqüência necessária.

Muitas pessoas se hospedam também em Arenal e Magaluf (onde tem as festas).

A ilha é muito grande sendo necessário alugar um carro para chegar às praias mais incríveis. É importante também acordar cedo, dependendo do seu ritmo e de quantos dias você dispõe para conhecer a ilha. Existe transporte público, entretanto, os ônibus não vão nas praias mais distantes.

Dividimos o mapa por zonas e botamos cada zona para um dia de viagem, desta forma fizemos o seguinte roteiro:

Primeiro dia: Sa Calobra, Torrent de Parreis, Valldemossa.

Segundo dia: Cala Esmeralda, Cala Mondragó, S`Almunia, Cala del Moro, És trenc.

Terceiro dia: Platja de Muro, Cala Barques, Cala Clara, Magaluf.

Quarto dia: Centro de Palma de Mallorca.

 

No primeiro dia pegamos uma estrada muuuuuuito louca, uma estrada entre as montanhas com muitas curvas. Quando olhava pro GPS me sentia em um videogame. Bateu aquele frio na barriga e tudo deu certo, saímos vivos, rs. Demoramos ainda mais pra chegar no nosso destino porque a estrada tem cada ponto e mirantes lindos. A cada curva a gente queria parar para tirar umas fotos e apreciar a vista.

viagem_10_image_16.png

 

 

Sa calobra e Torrent de Parreis estão praticamente ao lado uma da outra.

Em Sa Calobra o mar é incrível, claro e calmo, mas cuidado, o que não falta é água viva por lá.

Além disso, Sa Calobra tem um mini porto, mini mesmo, então tem sempre uma barca chegando com uma galera.

 

Caminhando até Torrent de Parreis, temos uma visão do alto desse mar maravilhoso e até chegar a Torrent se passa por uns túneis dentro de uma rocha.

 

Valldemossa é uma cidadezinha histórica com construções antigas e muitos restaurantes. Aqui as coisas são um pouco mais caras, vale a pena passar para conhecer o lugar.

DSC_0257.jpg

No segundo dia saímos bem cedo, esse era o dia das praias mais incríveis!

Cala Esmeralda está situada em uma região hoteleira, chegamos até ela por acaso, é pequena, todavia incrível, água calma, clara e agradável.

 

Cala Mondragó, S`Almunia, Cala del Moro eu não tenho nem o que dizer, são simplessmente incríveis, maravilhosas, as fotos não demonstram nem 1/5 da beleza desses lugares.

Minhas preferidas ficaram por conta de S`Almunia e Cala del Moro, as duas estão pertos, depois de estacionar o carro você caminha até um portaozinho e vai descendo por um caminho de mata aberta.

Em S`Almunia muitas pessoas estavam pulando do alto das pedras, havia umas pedras que formavam como uma piscina. Água cristalina e muitos peixinhos.

DSC_0371.jpg

És Trenc é uma praia comum, se você não tiver muito tempo nem perca seu tempo indo lá.

Terceiro dia

Platja de Muro faz idem a És Trenc, essas duas praias chegam a ser `feias`perto das outras. É que elas são comuns, não são paradisíacas. Porém, eu tive a oportunidade de ver estrela do mar nessa praia. Ela parece uma lagoa, porem com água cristalina, você anda anda e anda pra dentro do mar e a água continua na sua cintura.

Cala Barques e Cala Clara estão também praticamente uma do lado da outra, separadas, infelizmente, por um hotel. De Cala Barques você pode ver uma montanha/roccha entrando em contato com o mar, é simplesmente um visual de tirar o fôlego.

Cala Clara é bem pequena, mas com uma água maravilhosa, eu não queria sair da água, uma delicia!

Magaluf é onde tem as festas e baladas (para todos os gostos). Lá a diversao começa cedo, então esteja por lá por volta de 20/21 horas da noite.

Sem muito o que falar sobre o lugar, é uma rua com muitas discotecas, muitos homens/mulheres irão te abordar fazendo propagando da sua discoteca e fazendo a melhor oferta de bebidas, é só escolher o que você achar melhor.

Ultimo dia, centro histórico de Palma de Mallorca.

Caminhamos pelo centro em busca de souvenir, conhecemos a catedral e a praia.

IMG_1020.jpg

 

Dica: nem todas as calas/praias tem infra-estrutura então é bom levar um lanchinho, as vezes tem um restaurante ou outro.

Foi lindo, eu amei, se ja esteve em Mallorca conta aqui como foi!

Quer saber mais sobre mim e me acompanhar em tempo real?

Segue @raquelsoule

Beijoooos, em breve venho contar pra voces sobre Croácia, Barcelona, Alicante e Benidorm

 

Grécia: Ios & Mykonos

Continuando a trip, partimos para Ios.

Fomos de ferry (catamarã) e levamos 10 HORAS, SIM, 10 HORAS para chegar. Saímos de Atenas em torno das 14 horas e chegamos em Ios meia noite! Já não agüentava mais não ter o que fazer em alto mar, jogamos carteado, tocamos e cantamos músicas, dormimos, comemos, mas por um momento já não tinha mais o que fazer.

Mas sorria, estamos na Grécia!

img_0492

IOS

Desembarcamos no porto de Ios meia noite, um transfer do nosso `beach club`nos aguardava e seguimos até lá. Ficamos no Far out camping and beach club.

img_0567

Na manhã seguinte fomos para o centrinho de Ios, chama-se Chora. A ilha é pequena e desta forma o serviço de transporte público não é dos maiores. A maioria dos hotels e cia ficam na mesma estrada, assim passam ônibus de viagem que fazem o trajeto de lá ao centro e custa menos de 2 euros.

IMG_0588.jpg

O centrinho é pequeno, subindo tem as casinhas brancas, onde residem pessoas, lojas e boates. Subimos o máximo que pudemos, chegando ao topo de uma igrejinha, tivemos uma vista única de Ios.

IMG_0589.jpg

Depois de aproveitar a vista maravilhosa, descemos e almoçamos em um restaurante perto da rua principal (onde tem a parada de ônibus). Destaque para uma creperia chamada Nuteleria, SIM, muitos crepes de sabores diversos com Nutella, não pude resistir!

Na volta aproveitamos a piscina e a praia em frente, chama-se Mylotopas.

Águas claras, mas não as mais claras que já estive. Tem cadeiras e espreguiçadeiras na praia, a vista do mar e das montanhas junto às casinhas brancas é uma graça!

Na segunda manhã tínhamos planejado ir a uma das praias mais famosas de Ios, chamada Agia Theodoti, porém, como eu disse, o serviço de transporte público não é dos melhores, o trajeto é feito por mini van e tem horário, quando passou em nosso ponto já estava lotada. Mudanca de planos, esperamos por outro horário para irmos a outra praia, esta chamada Koumbara.

Adivinhem só, o trajeto é feito pela mesma mini van e motorista rs

No caminho, a mini van passa por outras praias e uma delas chamada Santa Maria, achei bem lindinha também, fica a dica.

Koumbara é linda, um visual diferente entre água e pedras, as águas não são claras e o mar não me agradou muito. Porém, a vista é bem bonita.

Tem um único restaurante, muito lindinho, o que permite almoçar com uma vista única em Ios. Os preços não são os melhores, aquela velha história né, lei da oferta e da  procura, sem concorrência no local, podem por o preço que querem.

Fora o restaurante não há outro lugares para alimentação. Então ta liberado levar água e comidinhas, lembrando, claro, de coletar seu lixo.

Ah! Tem espreguiçadeiras e guarda sol, para clientes.

Mais uma manhã em Ios, mais uma tentativa de ir na Agia Theodoti. Enquanto não dava o horário da van, aproveitamos a piscina.

Lá vem a mini van, finalmente conseguimos vaga (em pé, que medo). O trajeto percorre outro lado de Ios, sobe por montanhas, onde haviam cabrinhas pela estrada. Vista linda.

IMG_0636.jpg

Chegando a praia, também tinham espreguiçadeiras e guarda sol. 7 euros, duas espreguiçadeiras e a sombra.

A praia é um tanto deserta, pouquíssimas pessoas, até porque o acesso é mais complicadinho.

Água cristalina e uma mistura de tons de azul. Amei! Não deixem de ir em Theodoti.

Algumas noites saímos para as baladinhas gregas, mas sinceramente, nada se compara as baladas brasileiras. NADA DEMAIS! Talvez por ser fim de temporada, mas estavam vazias. São muitas e uma do lado da outra, a maioria não paga pra entrar, o que permite conhecer todas e escolher a que mais simpatizar. Além disso, shots a 1 euro e para mulheres, as vezes, até de graça!

MYKONOS

Saímos de Ios pela manhã rumo a Mykonos. Mais uma vez de ferry, porém menos horas de viagem, pouco mais de 2 horas.

No porto também nos aguardava um transfer de onde nos hospedamos, mais um beach club, o Paraga beach club que está em frente a praia Paranga.

IMG_0731.jpg

Brasileiro é aquela história né, se ouve português já diz Oi! Assim, conhecemos duas meninas, uma brasileira e uma espanhola. Depois que fizemos check-in fomos conhecer uma outra praia, a Psarou, que fica para a direita de Paranga.

O caminho até lá (praticamente uma reta) beira outras praias o que nos permitiu admirar Mykonos e fazer algumas fotos em diferentes pontos.

IMG_0681.jpg

Essas praias tem uns restaurantes mais chics, espreguiçadeiras e sombra também para os clientes ou quem queira pagar a parte o absurdo de 15 euros.

Psarou também é linda e águas cristalinas onde tivemos o privilegio de ver alguns cadurmes.

IMG_0702.jpg

A noite procuramos por baladinha, mas aquela mesma coisa, NADA DEMAIS! Tinha até uma rolando, bem chiczinha, mas quando chegamos fomos barrados no baile porque já estava cheio.

Fomos para Paradise, praia onde tem uns barzinhos com música, DJ.

Não me agradou, principalmente pelo fato de umas meninas loucas estarem dançando e se insinuando pra homens que trabalhavam no bar e estes por sua vez se aproveitaram da situação e inclusive rasgavam as blusas destas queridas meninas. Observei uma outra menina, lúcida, relamando com o segurança o que se passa e este CLARO, não fez NADA

Mas, não vim polemizar, voltemos ao que interessa..

Manhã seguinte aproveitamos a piscina e a Paranga. Pós almoço (em Mykonos sempre comemos dentro do beach club, onde tinha várias opções e comida boa), por volta de 16 horas seguimos para o lado esquerdo da Paranga, onde está a Paradise.

IMG_0733.jpg

Curtimos a praia e aproveitamos o bar chamado Guapa Loca. Eu ameeeeeei. Dançamos muito.

Destaque para o cara que fica ao microfone chamando a galera pra dança e dançando no  `palco`, um CARIOCA que logo percebeu que eu e minha colega éramos brasileiras e claro, estávamos em casa. O Funk carioca e o Reggeaton  estavam presentes e fomos sucesso na dança rs.

Ambiente muito bom, muito engraçado ver o esforço dos gringos e destaque para os coreanos tentando dançar musica latina. Estão de parabéns pela perseverança.

IMG_0757.jpg

Por volta de 20:00 horas rola um break, hora de ir tomar banho, comer e a seguir continuar a noitada. O objetivo era voltar pro Guapa Loca, mas o cansaço não deixou, na manhã seguinte era hora de deixar Mykonos.

Eu gostei muito mais de Mykonos que de Ios, como já tinha outros vôos planejados não pude ficar mais tempo, mas adoraria ter ficado mais. Já quero voltar!

Gostou?

Já esteve por lá? Deixa um comentário contando o que achou.

Quer me acompanhar em tempo real?

Segue @raquelsoule

 

Conexão Rio – Grécia: Atenas

Quem é vivo sempre aparece e eu tô vivinha para contar novidades por aqui e dar novas dicas.

Estava sumida devido a necessidade de resolver coisas grandes, peguei uma ponte aérea e me mudei do Rio para Valencia (Espanha), vim fazer intercâmbio e agora que estou aqui, o blog terá também dicas européias =)

So, here we go..

IMG_0425.jpg

 

Estou simplesmente encantada com os lugares que conheci passei por três países em 18 dias, Croácia, Grécia e Espanha, dentre os quais conheci diferentes cidades.

Começarei falando da Grécia, onde fui para Atenas e para as ilhas de Ios e Mykonos.

A Grécia era um sonho que eu tinha e continua sendo pois ainda tem outras ilhas que desejo conhecer, como Santorini, Zakyntos e Creta. Entretanto, fiquei um pouco decepcionada, talvez porque a expectativa era muito grande e porque antes de ir para Grécia fui para Croácia, que superou todas as expectativas e é simplesmente I N C R Í V E L !

ATENAS

Capital da Grécia, centro de tudo, é onde se encontra toda a mitologia grega.

Saímos do aeroporto e compramos um ticket de metro (10 eur) que nos levaria até o centro, onde está situado hostel (Zeus) que ficamos.  Foram uns 40 minutos até lá.

Pela internet “bookamos” um FREE walking tour (jogue no Google) que sairia as 09:45 do dia seguinte perto do Templo de Zeus.  Além de ser gratuito, você ainda pode escolher entre Espanhol ou Inglês.

 

Chegamos ao ponto de encontro e lá estava o guia, anotou nossos nomes e pouco depois iniciamos  tour. Em grupo passamos por diversos pontos como: Templo de Zeus, Parlamento grego, Museu arqueolóogico de Atenas, …, até chegar ao topo onde está a Acrópoles.

img_0459
Museu
img_0463
Estádio
img_0453
Catedral

img_0406img_0405img_0404

img_0392
Museu

Em cada ponto o guia parava e explicava um pouco da história de cada lugar.

Diante do Parlamento se pode ainda tirar fotos com os guardas, os chamados Evzones

img_0449

Também foi interessante saber que na Grécia o governo cuida dos cães que aparecem pelas ruas, eles cuidam dos animais, os tratam e colocam coleiras com identificação.

Ao fim, quem quis, pode dar uma gorjeta para o guia, por sinal muito simpático e seguir passeio dentro da Acrópoles, etc.

A tecnologia nos permitiu contabilizar no telefone o quanto andamos neste dia e foram 27 km (o dia todo do qual a maior parte foi sim a Acrópoles, pois saímos de lá umas 20:00)

Para entrar nos pontos turísticos deve-se comprar um ticket na bilheteria da Acrópoles.

O valor para o ticket que dá direito a entrada em tudo é 30 eur.

Estudantes pagam 15 eur. Estudantes europeus não pagam nada.

E com certeza existe valores reduzidos ou gratuitos para determinadas idades e outros.

Além disso, esse ticket vale por 5 dias, o que permite conhecer tudo com calma já que é bem grande e também nos da o conforto de sair para almoçar.

 

img_0424

Estar dentro da Acrópoles, diante dos templos e perto de toda a história que se passou por ali é fascinante.  Como não ficar deslumbrada nesse lugar?

São construções grandiosas que nos remetem aos anos em que tudo se passou.

De lá se tem uma vista única de Atenas e ver o por do sol lá de cima também é algo incomparável.

img_0470img_0438

 

É bom estar com sapatos confortáveis e roupas adequadas à temperatura do dia, se alimentar bem e beber bastante água.

 

Atenas é o lugar mais barato dos quais conheci na Grécia, o centro da cidade não é nada bonito e de noite até um pouco estranho, por ruas escuras e pouco movimentadas, o movimento fica mesmo cerca da Acrópoles e estação de metrô.

Foi o melhor lugar para comprar souvenir, preços bons e muitas variedades.

Tem uma rua chamada “Adriano” que conta com muitas lojas dentre souvenir, roupas e comida.

 

Comer em Atenas é bem barato. E o que mais se vê é um prato chamado pitagyros, como se fosse um kebab, além desse também é comum ver outro prato, como se fosse nosso churrasquinho misto, que vem com variadas carnes, frango e pão.

img_0679

Em todos os restaurantes que fui os atendentes foram muito bem educados e se preocuparam se tudo estava nos conformes e ao agrado do cliente, além disso, sempre serviam uma jarra de água gelada gratuitamente.

 

 

O planejado para o segundo dia seria conhecer o museu por dentro, entretanto, adiantamos nosso ferry para Ios e, por isso, não deu tempo.

Para não ficar cansativo, vou dividir a Grécia em dois posts e no próximo post contarei todos os detalhes de Ios e Mykonos para vocês.

 

Gostou?

Para me acompanhar em  tempo real, segue @raquelsoule

Já esteve por lá? Conta aqui como foi!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esqueleto Tourist Hotel- Hotel abandonado em São Conrado/Gávea

88862254

Secreto, mas não tão secreto assim!

A história

Apelidado de Esqueleto Tourist Hotel, o Gávea Tourist Hotel foi projetado pelo arquiteto Décio da Silva Pacheco, contendo 22 mil metros quadrados de área, que seriam contemplados com tudo que um bom hotel pode  ter dentre restaurante, bosque e até teleférico.

Localizado com vista privilegiada do mar de São Conrado e as montanhas, tendo vista para a Pedra da Gávea, seu lançamento foi em 1953 (mais antigo que minha mãe gente!). Cotas do empreendimento foram vendidas, houve até um réveillon em 1965. E chegou a funcionar uma boate no térreo, chamada Sky Terrace.

Porém, as obras se estenderam mais do que deviam e em 1977 a construtora faliu.

Em 2011 o hotel e toda sua área foi vendida por 29 milhões. Mas até agora, continua abandonado.

“O que era para ser um sonho virou um pesadelo” Será? Não acho! Que me desculpem os envolvidos, mas se tudo isso não tivesse acontecido, hoje eu não poderia apreciar a vista esplendorosa desse lugar. Afinal, para tão chique como prometido, eu não ia conseguir pagar 1 diária se quer,não é? rs

1239728111026_bigPhoto_1

 

Atualmente

De uns tempos para cá, posso arriscar dizer este ano, o Esqueleto caiu no gosto da galera, que muito tem ido lá apreciar a vista e fazer fotos maneiras. Porém já era usado a muito tempo para práticas de rapel.

Pode-se dizer que são 16 andares, onde o último e penúltimo andar seriam o “telhado”.

Como eu já disse, a vista é S E N S A C I O N A L, pude observar um ângulo da Pedra da Gávea que nunca tinha visto antes. Além de uma visão ampla do mar de São Conrado.

Vale muito a pena conhecer!

O nível da subida é fácil. Se está acostumado à andar de elevador e não se sente preparado para tantos lances de escada, pode começar a subir e descer os andares do seu prédio ou do vizinho, caso você more em casa rs.  No final a recompensa será grandiosa.

12994457_1010664155690578_56058344440204209_n
Créditos Fernando Duarte

 

Como Chegar

Estrada das Canoas, 2299. São Conrado. Rio de Janeiro – RJ

Quando peguei o endereço, logo pensei que já tinha passado por ali, já que tantas vezes fui à Pedra Bonita, mas como poderia passar despercebido um lugar desses?

Pois é, o waze te leva ao ponto certo, porém o esqueleto fica no meio da mata e aí dá para passar despercebido. Chegando ao local, é fácil achar, o caminho dentre a mata é bem aberto e curto.

Pode-se pegar a Estrada das Canoas por São Conrado ou pelo Alto da Boa Vista.

Existem linhas de ônibus que passam pela Estrada.

DSC_0779DSC_0778

Dicas

Ir de dia (para que o Sol favoreça suas fotos)

Água,

Alimentos leves,

Protetor Solar,

Repelente,

Sapato fechado (haviam pessoas de chinelo, mas o “hotel” está em pedaços, muitos buracos, tijolos, cacos de vidro e de azulejos, melhor não arriscar né?)

E ainda dá para emendar na Trilha da Pedra da Gávea e uma passadinha no Mirante do Joá!

IMG-20160410-WA0026DSC_0782IMG-20160410-WA0019DSC_0803DSC_0813

 

Gostou do passeio de hoje?

Já esteve por lá? Deixa um comentário contando pra gente!

Quer me acompanhar em tempo real? Segue @raquelsoule

 

Trilha Mirante do Caeté – Prainha Rio de Janeiro

2-1

O parque

O Parque Natural Municipal da Prainha está situado em frente à Prainha e é muito bem estruturado, composto por banheiros, ducha, bebedouro, parquinho para crianças, bastante área verde, podendo, quem sabe, realizar piquenique.

Foi criado à pedido dos surfistas e banhistas na intenção de que não houvesse a construção de condomínios e hotelaria na região.

DSC_0586

A Trilha

Nível: fácil
Tempo: no máximo 30 minutos

Aproximadamente 800 metros

É bem tranquila, sendo mais íngreme perto do fim. Durante a trilha é comum aparecer animais silvestres. Lembre-se que não se deve alimentar os animais.

prainha18

Ao final, o prêmio. Um lindo mirante de madeira com uma vista sensacional. Onde pode-se ver à esquerda  a Pedra da Gávea, praia da Barra, Reserva, Recreio e praia da Macumba e à direita tem-se o mar de Grumari/Guaratiba.

O ideal é chegar cedinho, já que depois de curtir o visual, nada melhor que dar um mergulho na praia, não é mesmo?

DSC_0610-01

 

Dicas

Protetor solar,

Repelente,

Tênis,

Alimentos leves,

Água,

Respeito à natureza.

 

Onde

Avenida Estado da Guanabara, s/nº – Estrada para Grumari
Horário de visitação do parque: 8 às 17hs (até às 18hs no verão)
Como chegar

A melhor opção é carro, pois não passa ônibus na estrada para Grumari.

Joga no waze que dá certo!

De ônibus é necessário ir até o Recreio e que passe no Pontal, onde tem que descer e seguir para Estrada que segue para Grumari. Na dúvida, se informa nos quiosques que não tem erro.

DSC_0597-01

 

 

5119311E aí gostaram? Já estiveram por lá? Conta para gente como foi!

Quer saber mais em tempo real?

Segue @raquelsoule

 

PS: Desculpem-me a ausência, mas por conta da greve a universidade estava uma correria.